sábado, 13 de fevereiro de 2016

médicos da saúde

Outro tema importante apresentado à IX Conferência pela delegação
brasileira consistiu em tese sobre a univacinação contra a varíola, par¬
tindo-se da tese segundo a qual a imunização pela primeira vacina era definitiva:
"Que se sugere aos países americanos a conveniência de adotar na
profilaxia da varíola a prática de uma só vacinação, de acordo com os resultados
conclusivos da experiência brasileira" (Ata da IX Conferência, p. 204).
Houve controvérsia em relação à tese com contrapropostas apresentadas
por delegados de outros países, principalmente pelo sanitarista peruano

Carlos Henrique Paz Soldan. No debate, afirmavam os delegados brasileiros a
tendência conservadora da saúde pública, que seria dominada pela tradição e
pela rotina. Por fim, os delegados aprovaram a seguinte deliberação:
AIX Conferência Sanitária Pan-Americana tem tomado conhecimento clinica de urologia
da comunicação apresentada a seu exame pela delegação do Brasil,
pela qual recomenda a prática da univacinação antivariólica e concorda
submetê-la ao estudo das autoridades sanitárias dos países da América,
insistindo na conveniência de investigar os resultados da estatística de
revacinação. (Ata da IX Conferência, p. 269) clinica ginecologica

creme de cabelo
cuidar do cabelo
creme para cabelo
tratamento para o cabelo
Durante o evento, apresentaram-se informes e aprovaram-se resoluções
sobre as seguintes doenças: febre amarela, varíola, alastrim (apresentada
pelo Dr. Roças a tese de sua autonomia como entidade mórbida), clinica de dermatologia
lepra (com destaque para a recomendação de que se proibisse o casamento
de doentes com pessoas sãs), doenças venéreas, peste (com voto de louvor
à OPAS e ao Dr. Long) e brucelose. Outro tema importante foi a profilaxia da
tuberculose, aprovando-se a seguinte resolução quanto à BCG: "a IX Conferência
Sanitária Pan-Americana, tendo em vista a escassa experiência sobre
vacinação BCG na maioria dos países da América, resolve esperar novas
observações e tratar o assunto na próxima Conferência Sanitária Pan-Americana"
(Ata da IX Conferência, p. 419). clinica de neurologia
dança do ventre
aula de dança do ventre
dança do ventre passo a passo






Nas décadas de 1930 e 1940, o Brasil progressivamente ocupa posição
de mais destaque na OPAS, O que culminou com a escolha de João de
Barros Barreto, diretor do Departamento Nacional de Saúde Publica, para
Vice-Diretor na X Conferência, realizada em Bogotá, em 1938.
Essa afirmação pode ser aferida inclusive pelo expressivo número
de artigos por ele publicados no Boletim e pelo destaque atribuído a suas
intervenções nas instâncias de deliberação da OPAS. Durante a 4ª Conferência
Pan-Americana de Diretores Nacionais de Saúde, Barros Barreto, destacou
o problema representado pela navegação aérea, indicando a necessidade de
modificar alguns aspectos do texto da Convenção Sanitária Internacional.
Manifestou também a preocupação do governo brasileiro com o tema da
nutrição.

O Brasil também se destacava em outros temas de menor expressão
na agenda tradicional de saúde pública, como o da higiene mental, sendo
apontado como um dos primeiros países na América Latina a criar o
Curso de Psiquiatria e o primeiro, em todo o continente americano, a fundar
uma sociedade nessa área: a Sociedade Brasileira de Psiquiatria, Neurologia
e Medicina Legal, fundada em 1907 (BOSP, ano 20, n.10, out. 1941).
As doenças transmissíveis continuavam, entretanto, a ser o destaque
nas notícias sobre o Brasil, que oscilavam entre manifestações de júbilo,
como, por exemplo, na manifestação oficial da OPAS diante do sucesso da
campanha de erradicação do mosquito Anopheles gambiae, e o registro de
surtos epidêmicos de outras doenças, como a epidemia de poiliomielite em
1939, no Rio de Janeiro, uma das mais severas registradas no Brasil (BOSP,
ano 20, n.10, out. 1941).

Nenhum comentário:

Postar um comentário